A PartyPoker pretende sair completamente dos mercados cinzentos até 2023

PartyPoker 2020

As melhores salas de pôquer estão trabalhando duro para legalizar suas operações em vários mercados. Para "limpar" a sua reputação, elas terão que abandonar o trabalho nos países onde o mercado de jogos de azar online não é regulamentado por lei.

A PartyPoker também decidiu seguir essa estratégia. No mês passado, os representantes da GVC Holdings anunciaram que pretendem remover completamente a PartyPoker dos mercados cinzentos, conhecidos também como gray markets, até 2023.

Isso significa que em breve a sala de pôquer deixará completamente de funcionar nos países que não possuem legislação relevante. A Community Manager da PartyPoker, Colette Stewart, fez uma declaração sobre o assunto.

De acordo com Stewart, a marca GVC tenderá a operar apenas em mercados regulamentados e totalmente licenciados no futuro. Em meados de dezembro, eles não oferecerão mais os serviços nos mercados de pôquer não regulamentados.

Leia também: A PokerStars deixa os mercados da China, Taiwan e Macau

Esta decisão foi tomada pela gestão da PartyPoker devido ao facto de nos EUA, onde o poker online é mais popular, cada vez mais estados estão legalizando o funcionamento das salas de poker. Assim, a GVC Holdings deseja elevar sua classificação e reputação aos olhos dos reguladores de jogos de azar americanos.

Jogadores da Polônia, Noruega e Montenegro já foram informados de que a PartyPoker em breve deixará de funcionar nesses países. No total, a sala de pôquer pretende sair do mercado em 20 países.

Avaliar o material:
- material excelente
- material ótimo
- material bom
- material ruim
- material horrível