Estratégias de pôquer para mesas a dinheiro

A mesa a dinheiro é uma das disciplinas de pôquer mais difíceis. Primeiramente porque os stacks dos jogadores neste jogo são, na maior parte, 100 big blinds. Este fato transfere a maior parte da ação para os pós-flop, comparado aos torneios em que a maioria das fichas são ganhas nos all-ins pré-flop.

Existem muitas peculiaridades da estratégia na mesa a dinheiro que os novos jogadores devem conhecer antes de sentar-se à mesa. A questão prioritária é o tamanho do stack que você terá na mesa. Existem várias estratégias que dependem do seu tipo de stack:

  • Estratégia de stack curto (SSS)

Essa estratégia implica o fato de que o jogador recebe de 20 a 40 big blinds na mesa. Essa concepção de estratégia está totalmente ligada à matemática por causa da limitação dos  stacks dos jogadores. Esse tipo de estratégia por dinheiro é semelhante a do jogo de torneio nos estágios finais. Apesar do componente matemático essencial dessa estratégia, novos jogadores devem prestar atenção a ela para o aprendizado da mesa a dinheiro. Você não poderá perder muito se seguir uma estratégia de pilha pequena. Além disso, você terá menos oportunidade de cometer erros caros em uma jogada pós-flop.

É importante observar que muitas salas de pôquer (incluindo o PokerStars) não deixam seus jogadores sentados à mesa com um stack menor a 20 big blinds; é necessário ter pelo menos 40 BB ou mais.

  • Estratégia de stack médio (MSS)

Essa estratégia é uma versão SSS mais complexa e implica uma compreensão mais profunda do jogo no pós-flop. De acordo com esta estratégia, o jogador pega um stack no valor de 40 big blinds ou meio da aquisição máxima na mesa. Essa estratégia começou a ficar popular quando a maior sala de pôquer aumentou o buy-in mínimo nas mesas a dinheiro. Em essência, esse conceito de estratégia é a simbiose do jogo com um stack pequeno e um stack grande.

  • Estratégia de big stack

Esta estratégia é a mais complexa das mesas a dinheiro. Você deve ter um stack no valor de 100 big blinds na mesa de acordo com esta estratégia. Pretende-se essencialmente maximizar os ganhos devido ao uso da profundidade do stack e ao alto nível de compreensão das jogadas pós-flop. Nesta estratégia, seus erros no jogo custarão muito dinheiro. Para ganhar dinheiro de maneira sustentada nesta disciplina, você deve ter os programas de rastreamento de estatísticas em seus oponentes e diferentes calculadoras de pôquer.

Além das diferenças no tamanho dos stacks, existem muitos aspectos das mesas a dinheiro sobre os quais falaremos a seguir.

Não jogue contra os regulares

Um simples pôquer ABC é suficiente para uma jogada lucrativa nos micro-limites.

Antes de tudo, deve-se mencionar que você deve evitar as explosões dos jogadores profissionais nas mesas. Encontre as mesas favoráveis ​​e jogue contra os amadores que geralmente pagam sua combinação forte.

Ainda existem muitos amadores que apenas desejam conceder seu dinheiro. Os métodos e blefes mais sofisticados às vezes impedem a idéia principal de obter lucro, aumentar a banca e passar para os limites mais altos.

Um simples pôquer ABC ainda é suficiente para superar os micro-limites.

A força da posição

O botão é a posição mais lucrativa na mesa de pôquer.

Sua posição tem um enorme impacto no cenário de ação. O botão é uma chave e a posição mais lucrativa na mesa de pôquer, já que o jogador nessa posição é o último a agir. Isso significa que o jogador sempre terá a maior quantidade de informações sobre os oponentes que agiram antes dele.

O jogador, que está à direita do botão e é chamado de "cut-off", e também tem uma grande vantagem. O jogador nesta posição age instantaneamente antes do botão e pode potencialmente restringir suas ações. Os jogadores nas primeiras posições têm os locais menos favoráveis ​​nas mesas, pois têm poucas informações. É por isso que, para iniciantes, é recomendável entrar no jogo desde as primeiras posições apenas com uma parte forte de uma gama de mãos iniciais.

Você deve se lembrar: quanto mais perto você estiver do botão, maior o alcance que você pode jogar, porque terá uma posição favorável em relação às posições iniciais.

Use o blefe sabiamente

Você deve blefar logicamente.

O blefe é a parte mais emocionante do pôquer. Mas você pode blefar nas mesas em qualquer situação apenas nos filmes de Hollywood. No jogo real, o blefe deve ser sensato e bem pensado. Quando você blefa contra seu oponente, em essência você está contando a história para ele. O objetivo desta história é que seu oponente desista da mão mais forte e te dê o pote.

O blefe bem sucedido deve convencer o oponente de que você tem uma mão que definitivamente o vencerá. É por isso que você deve estimar como suas ações são percebidas pelo seu oponente. Se sua história é consistente e coerente?

Se você decidiu blefar em uma situação totalmente desfavorável, há boas chances de um jogador forte perceber isso e você perderá ainda mais.

Você deve conseguir sair do jogo a tempo

E a última coisa sobre a qual falaremos é provavelmente o fator mais importante que determinará seus resultados. Quando você deve sair do jogo? Se você escolheu a mesa a dinheiro como sua principal disciplina, poderá fazê-lo a qualquer momento. Existem várias maneiras de determinar o tempo nas mesas:

Impor um período de tempo antes do início da sessão (por exemplo, você deve necessariamente jogar duas horas e depois fazer uma pausa);

A quantidade de mãos jogadas (por exemplo, jogar pelo menos 3.000 mãos);

Quando você sentir fadiga ou a inclinação de muitos badbeats;

Quando você não conseguir mais encontrar as mesas favoráveis ​​com os amadores no seu limite.

Lembre-se, às vezes a decisão de deixar o jogo é a mais positiva das possíveis.

Quando você deve terminar a sessão de pôquer?